Ifood não vê problema em cobrança de Lula e quer negociar com governo | Brasil | Valor Econômico