‘Foco na desigualdade é coisa de invejoso; o importante é reduzir a miséria’, diz historiador alemão - Estadão