“Agenda progressista sempre negligenciou segurança pública”, dispara Barroso