FMI eleva previsão do PIB global em 2024 e vê mundo rumo a ‘pouso suave’ na inflação, mas cita ‘riscos persistentes’: 'pode haver turbulência' - Estadão