Economia forte nos EUA significa que não há pressa para cortar os juros, diz presidente do Fed | Finanças | Valor Econômico